Mariza "Saudade solta" testo

Saudade solta

Eu peguei em saudades tuasFui plantá-las no meu jardimPorque sei que assim continuasAqui bem juntinho a mimE cantando a saudade eu seiAlgo aqui há-de nascerSe tristeza eu semeeiAlegria hei-de colherAlegria hei-de colher

Pedrinhas que houver eu hei-de tirarE todas as ervas daninhas à voltaE o que vier virá lembrarO que a vida prende a saudade soltaE sombras que houver eu hei-de afastarE todas as ervas daninhas à voltaE o que vier virá lembrarO que a vida prende a saudade solta

Novos dias vão chegarOutras memórias felizesE o vento que nos vergarNão nos vai quebrar raízesE cantando eu sei que ficaA saudade bem aquiE a esperança que nos dá vidaEm mim não terá o fimSei que vais esperar por mim

Pedrinhas que houver eu hei-de tirarE todas as ervas daninhas à voltaE o que vier virá lembrarO que a vida prende a saudade soltaE sombras que houver eu hei-de afastarE todas as ervas daninhas à voltaE o que vier virá lembrarO que a vida prende a saudade solta

Pedrinhas que houver eu hei-de tirarE todas as ervas daninhas à voltaE o que vier virá lembrarO que a vida prende a saudade soltaE sombras que houver eu hei-de afastarE todas as ervas daninhas à voltaE o que vier virá lembrarO que a vida prende a saudade solta

Qui è possibile trovare il testo della canzone Saudade solta di Mariza. O il testo della poesie Saudade solta. Mariza Saudade solta testo.